Koh Samui

Por Gabi França


Agora que já contamos como escolhemos nosso roteiro pela Tailândia, veja aqui, vamos aos lugares de fato. Chegamos no aeroporto de Bangkok e fomos logo para Koh Samui, 1h05 de voo e chegamos na nossa primeira parada na Tailândia. Ficamos por lá durante 3 dias. Foi bom para descansar, ver a dificuldade da comunicação, entender a comida e descobrir a massagem tailandesa, façam muitas, é super barato - é uma massagem forte, mas a sensação pós massagem é deliciosa. Tem a opção de massagem apenas no pé, que é demais e menos dolorido. 

koh-samui-beach-chaweng

Ficamos hospedados no Hotel Casa de Mar, na praia de Chaweng, bem na pontinha da praia, então fica longe da agitação e a praia ficava mais vazia, mas caminhando um pouco você chega sem grandes dificuldades no burburinho. O hotel tem translado gratuito do aeroporto mas essa vantagem é apenas na ida, na volta é pago. Adoramos a localização, o café da manhã, a piscina. O inglês do pessoal da recepção é bom. Eles indicaram ótimos restaurantes e sempre nos ajudaram em tudo que precisamos. 

cafe-da-manha-casa-del-mar-koh-samui
casa-del-mar-hotel-koh-samui-chaweng
piscina-koh-samui-casa-del-mar-hotel
casa-del-mar-piscina-hotel-koh-samui

No primeiro dia, ficamos aproveitando o hotel e a noite jantamos no Sabroso. Fomos andando do hotel até o restaurante pela praia, clima super romântico, pé na areia, e a mesa ficava dentro de um coração de luz. Lindo demais! Comemos o “churrasco” de frutos do mar, que foi nossa pedida quase todos os dias que estivemos na Tailândia. Não curtimos muito pimenta, então sempre pedíamos os frutos do mar grelhados, salada, batata assada e milho de acompanhamento. Uma coisa que eu amei comer foi o pão de alho, sempre pedia de entrada e um era melhor que o outro. Se você gosta, fica a dica!

koh-samui-dinner-romantico-jantar-tailandia

No dia seguinte fizemos o passeio de volta à Ilha, que passa por todos os pontos importantes - visitamos os templos Smiling BuddhaBig Buddha, Cachoeira de Namuang e o Templo Wat, onde tem um monge mumificado. Passamos por lugares lindos com vistas, e também fomos no Grandfather e Grandmother Rocks, que são formações rochosas em formato de genitálias do homem e da mulher. Nesse lugar tem várias barraquinhas e você toma ótimos sucos por lá, experimente o de Dragon Fruit (aqui no Brasil é a Pitaya), é demais e também pode comprar óleo de coco. Os tailandeses sabem aproveitar muito o coco, e usam de diversas formas. Você também pode alugar uma motoca e fazer por conta própria esse passeio mas como estávamos em fase de adaptação, na Tailândia o trânsito é mão inglesa e estava muito calor, preferimos fazer em carro fechado com ar e com guia. Fechamos com o hotel o passeio e foi muito bom. 

smiling-buddha-buda-koh-samui-templo
big-buddha-buda-koh-samui-tailandia
grandfather-rocks-tailandia-koh-samui
grandmother-rocks-tailandia-koh-samui

No último dia ficamos na praia de Chaweng mesmo, tomando sol, curtindo a praia. A noite fomos no Fisherman Village, que é bem legal com vários restaurantes na beira da praia, lojinhas e um clima bom. Jantamos no Happy Elephant, comemos lagosta  com o pé na areia, barulho do mar e rolou malabarismo de fogo na praia. Muito comum por lá.

koh-samui-market-fisherman-village-tailandia
tailandia-koh-samui-fisherman-village-night

Na minha humilde opinião, não tem nada de imperdível nessa ilha, falam do passeio de Ang Thong National Marine, mas não me animei muito de fazer, queria descansar, e esse é um passeio de dia inteiro, achei meio cansativo. A ilha realmente valeu para adaptação e deixou uma boa primeira impressão da Tailândia. É uma ilha com mais estrutura, bons hotéis e restaurantes. Mas se seu tempo é curto, pode passar direto ou ficar menos dias.


Info

- Brasileiros não necessitam de visto para períodos até três meses, acima disso é necessário obtê-lo.

 

- Passaporte válido no mínimo 6 meses a contar da data do desembarque (retorno á origem).

 

- Seguro de viagem não obrigatório, mas sempre é bom fazer.

 

- Vacina de Febre Amarela Obrigatória - tomar pelo menos 10 dias antes da viagem e levar o comprovante internacional. A vacina tem validade de 10 anos.

 

- Moeda: Bath

 

- Idioma: Tailandês. Mas dá pra se virar no inglês e na mímica. 

 

- Fuso horário: +10 horas do horário oficial de Brasília

 

- Melhor época:Inverno (ou estação seca), que vai de novembro a abril. 

 

- Os pés são uma diferença cultural importante. Lembrar sempre que não pode entrar com calçados em templos, casas e em algumas lojas. Veja sempre o aviso na porta. E não aponte seus pés no sentido de nenhuma imagem religiosa.

 

- Religião: Predominante budismo

 

- Trânsito: em mão inglesa



Compartilha, deixa a notícia viajar por aí, vai!


Dá uma olhadinha aqui ó:


Koh Lipe - bate-volta de Langkawi

Preparando a viagem - a pesquisa

Koh Tao | O que fazer